Mulheres em TI: tendência é de crescimento da presença feminina

30/11/2018 - 17:33 / Candidatos /
Mulheres em TI: tendência é de crescimento da presença feminina

O mercado de TI, historicamente, conta com uma maioria formada por homens. Isso se deve a uma série de razões, mas, principalmente, ao fato de mulheres serem menos relacionadas à área de computação e engenharia. Mas isso está mudando.

O segmento de TI não para de crescer no Brasil e no mundo e, ao lado desse aumento considerável, a presença feminina também deve se acentuar. Prova disso é a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), apontando que 15% dos alunos dos cursos de Ciências da Computação e Engenharia são mulheres e cerca de 20% do setor de TI tem presença feminina.

Mesmo que os números ainda sejam discretos, a presença da mulher no mercado de TI está aumentando gradativamente, assim como em outras tantas áreas.


Qual é a situação das mulheres na área de TI

Há, cada vez mais, uma busca das companhias por mulheres que atuem na área de TI. A justificativa dos gestores para essa busca é que o profissional com características especialmente femininas, tais como atenção aos detalhes, criatividade, empatia e solução de problemas, por exemplo, está cada vez mais em alta.
Para se entender o enorme espaço que ainda existe para a mulher no segmento de TI podemos citar o ranking S&P 100, que lista as maiores empresas do mundo segundo a agência de risco Standard & Poor’s. O resultado é que 20% delas têm, ao menos, uma diretora. Quando se fala em TI, esse número cai para 10%.
Embora esse cenário não seja dos mais favoráveis, vale destacar que, de acordo com o IBGE, as profissionais femininas de TI têm um grau de instrução mais elevado do que os homens. Mesmo assim, ganham 34% menos do que eles.



Contribuições femininas para a área de TI

Ao contrário do que muita gente imagina, as mulheres têm papel importantíssimo no desenvolvimento de inúmeras soluções em Tecnologia.
Prova disso é a conexão sem fio, por exemplo. Inventada por uma mulher, a austríaca naturalizada norte-americana Hedy Lammar, a tecnologia permitia controlar torpedos à distância na Segunda Guerra Mundial.
Com base nesse conceito é que foram desenvolvidas as tecnologias como Bluetooth e Wi-Fi. Ada Lovelace também exerceu papel fundamental, pois desenvolveu o primeiro algoritmo da história. Já o protocolo STP, tão conhecido pelos desenvolvedores, foi criado por Radia Perlman.


Perspectivas do mercado de TI para as mulheres

Especialistas apontam que a participação das mulheres no mercado de TI só tende a crescer. Isso porque a demanda por profissionais qualificados ampliou as possibilidades nas empresas, abrindo espaço para diversas atuações.
Como nem todo profissional de TI é programador, as mulheres da área têm flexibilidade para atuar nos mais variados segmentos, incluindo cargos de gestão, setores comerciais e de planejamento.
Do ponto de vista mercadológico, as empresas já perceberam que contar com uma equipe diversificada eleva a qualidade do serviço e possibilita o desenvolvimento de novas ideias.


Você, mulher de TI, como sente o mercado? Na One Choice sempre temos alta procura e espaço para os talentos femininos em Tecnologia!

OPORTUNIDADE MULHER TI
Compartilhar:   

Deixe um comentário




CATEGORIAS

POSTS RECENTES

Generic placeholder image
Mulheres em TI: tendência é de crescimento da presença feminina
O mercado de TI, historicamente, conta com uma mai...
Generic placeholder image
5 tendências de TI no mercado financeiro
Instituições financeiras, em geral,...
Generic placeholder image
Roadsec: maior evento hacker itinerante chega a São Paulo
Mais de 40 edições já realiza...

TAGS